CPD Diário

Tag: jogos

google-rewards

Ganhe livros e jogos de graça no Google Play através do Google Reward

junho 29, 2015 1 Comment

Quebradão de grana e precisando/querendo descolar aquele livro ou jogo pago na Google Play?

Não, não vou ensinar você a utilizar de artifícios “hackers” para conseguir burlar o sistema da google e nem incentivar o uso de aplicativos do submundo que “dão de graça” o jogo pago pelo google! Vamos fazer a coisa certa e melhor ainda, conseguir todos eles, como diria o mussum, “originalis”  😉

Compartilhe!
Leia Mais

resident evil 6 cpdd

Resident Evil 6 é adiantado!!

março 12, 2012 No Comments

Olá pessoal!

Como vocês devem saber a Capcom tinha anunciado inicialmente que o Residente Evil 6 seria lançado em 20/11/2012, mas para nossa alegria

Compartilhe!
Leia Mais

Baixando a Produtividade – Portal

maio 30, 2011 No Comments

Segunda é dia de quê? De mandar a produtividade às favas, é claro!

No Baixando a Produtividade de hoje, trazemos a você, nobre procrastinador, o viciante Flash Game Portal, jogo onde você tem uma arma que cria portais para escapar de situações de perigo. E para manter a sua comodidade, trazemos o link do game direto para a nossa página:

Compartilhe!
Leia Mais

Próxima luta: Google vs Facebook

agosto 2, 2010 No Comments

Parece que o embate das gigantes está muito mais próximo do que parece. Após rumores sobre a nova rede social que a Google está trabalhando, vazou a notícia que a empresa já estaria em negociação com algumas fabricantes de jogos, dentre elas a famosa e consolidada Zynga Game Network e a Eletronic Arts, segundo informou nesta quarta (28) o The Wall Street Journal.

O Buzz sobre a nova rede começou a pouco mais de um mês, depois que Kevin Rose, fundador do digg.com e do wefollow.com, fez um tweet falando que a Google estaria perto de abrir competição com o Facebook, e disse que o nome da rede seria “Google Me”, informações que segundo ele seriam de uma fonte confiável. Este tweet infelizmente foi apagado, mas a informação procede daqui.


Domínio da Google crescendo

Até o momento a Google mantém certa discrição em relação a sua nova rede social, mas já está rolando o buzz por aí! Só sei que depois da notícia as ações da Google na NASDAQ tiveram alterações positivas; resta agora saber a data que a empresa pretende lançar o serviço.

As declarações que a gigante de Mountain View fez para a mídia podem ser vistas neste vídeo do The Wall Street Journal, que fala dos planos para esta nova rede:

Só nos resta torcer para que esta nova rede não seja um #fail como o Google Wave. Quanto ao novo serviço, o Google Buzz, até que eu gosto dele, embora não tenha caído no gosto popular.

Até a próxima!

Compartilhe!

[Games] Ode à nostalgia!

julho 29, 2010 No Comments

Como bom nerd  old school (pra não dizer VELHO), eu curti MUITO a chamada Geração 16 bits. Até porque computador, como dizia a Mama era “coisa de rico”.

Então eu gastei MUITAS horas na frente da telinha em compania de Mario (conhece?), Sonic & Tails, Samus, Ken, Ryu, Chun Li e um brasileiro muito esquisitão chamado Blanka. Ainda tenho diversas fitas em casa, mas nenhum dos meus consoles efetivamente funciona.

Nada contra os jogos mudernosos de hoje em dia (tanto que o CPD está sorteando um STARCRAFT II cabeção! Tu sabia? Se ainda não tá concorrendo clica aqui DJÀ!). Eles têm gráficos embasbacantes, plot twists dignos de LOST e um nível de realismo totalmente excelente.

Mas alguns de vocês leitores mais novos já experimentou jogar essas “velharias”?

Muitos vão me perguntar qual a diversão em  olhar pixels distorcidos e imaginar ali um carinha vestido de verde com uma espada atrás de uma princesa raptada. Aliás, esse mesmo carinha hoje tem feições muito bem definidas em jogos excelentes num console “ultima geração” (essa expressão me soa sempre meio apcalíptica). Mas eu digressiono, pra variar. Voltando ao foco.

Eu compreendo e admito que hoje se aproveita o universo dos games como se curte o cinema. E os jogos estão evoluindo intelectualmente em sentido diametralmente oposto ao do cinema. Mas eu sou um cara que ainda consegue se impressionar com o enredo mega complexo de Final Fantasy e se emocionar com a morte de Aerith em Final Fantasy 7. Os dramas de amor/conflito de personalidades de Xenogears me obrigam a jogá-lo ao menos uma vez por ano até o fim*.

Tudo isso é pra dizer que: Respeitemos os mais velhos e nos miremos no seu exemplo.  Experimentem pegar um emulador de Super Nes, ou mesmo de Playstation (Se vc não tem nem sabe usar, o CPD ensina, clicaê!) e pegar um RPG de qualidade. Eu garanto que você vai se divertir tanto quanto fazendo le parkour em jerusalém ou escrotizando as ruas de Vice City.

E para “cerejar” o bolo, recomendações do gamer que vos escreve.

XENOGEARS – Melhor RPG EVER, em qualquer plataforma. Um jogo que mistura religião, dicussão filosófica, reencarnação, multíplas personalidades, tudo num game só! É quase melhor que LOST!

Xenogears Playstation

Final Fantasy III (ou VI) – A confusão do nome se deve ao fato de que o jogo recebeu diferentes nomes e números nos USA e no Japão. A versão 16 bits do Super NES é III e existe uma “remasterização” pra PlayStation chamada Final Fantasy VI. Muitos personagens, uma história emocionante e envolvente, além de uma das melhores trilhas sonoras EVER.

Final Fantasy III/VI

Chrono Trigger – Esse é tido por muitos o melhor RPG de todos os tempos. Eu discordo, mas ainda assim adoro esse game sobre viagens no tempo e outras “pirações”. Recomendo forte.

Chrono Trigger em 16 Bits

International Superstar Soccer DELUXE – que mané FIFA, PES e afins. Bom mesmo é futebol “2D”. Depois de jogar essa maravilha do Super NES você vai entender porque Allejo é melhor que Pelé!

Futebol em 2D é o que há!

Rock and Roll Racing – Mais um do Super Nintendo. Um jogo de corrida todo ambientado ao som de Black Sabath e outros clássicos do Rock. Só jogando pra entender.

Rock and Roll Racing

Final Fantasy VII – Sim, eu sou fanático. Esse RPG do Playstation é tão querido que virou um filme de animação (chamado Final Fantasy VII mesmo, não aquele filme estranho que a gente viu no fim dos anos noventa). A história ecológica aliada a uma busca por si mesmo tem milhares e milhares de fãs por aí, inclusive eu.

O Mito!

Tem muito mais jogos excelentes, mas com esses eu já garanto alguns bons meses de diversão!

See Ya!

* Ok! Eu comecei com os 16 bits e enveredei pros 32, mas isso é porque nos 16 bits são mesmo poucos rpg´s envolventes e eu precisava de exemplos, né?

Compartilhe!

Enquanto Seu Lobo não vem – Parte I – Windows

abril 22, 2010 No Comments

O que é que TODO “informático” ou geek, ou mesmo o “nerd default” gosta de fazer quando vai dar aquela morcegada no trabalho?

11 entre 10 respondem JOGAR! Os zilhões de modelos de emuladores existentes estão pra corroborar a minha tese. E um dos mais legais, porém mais complicados, de se ter/jogar é o:

Imagem feita com uma ajudinha do YABU

Pois é! São muitas complicações. Então eu vou TENTAR dar uma luz aos senhores (e por que não senhoras?) falando um pouco de cada emulador, devidamente testado e aprovado. Sigam-me os bons!

Começando com os emuladores rodando em ambiente WINDOW$.

O primeiro bichinho chama-se EPSXE . É o preferido de todos, mas tem algumas “manhas” pra se fazer funcionar. Vamos a elas:

Depois de devidamente baixado, o software precisa da BIOS do videogame (Não sei se você sabia, mas o videogame é um computador também). Você deve encontrar no nosso Amigoogle o seguinte arquivo: SCPH1001.BIN e/ou o arquivo SCPH7502.BIN. Um refere-se ao sistema NTSC e o outro ao sistema PAL-M. Só o 1001 costuma resolver, mas não custa ter ambos. Esses arquivos deve ser salvos na pasta BIOS (Thanks Capitão óbvio).

Ainda se fazem necessários os plugins de SOM e VÍDEO. E aqui vale a regra: Quanto melhor seu computer, melhor o plugin que poderá ser usado. Todos eles podem ser encontrados nesse site. É só baixar, colocar nas pastas correspondentes e BINGO. Basta jogar. A configuração de um controle USB é tão simples que dispensa comentários.

PRÓS:

* Dificilmente você terá de “caçar” algo além da BIOS
* A grande quantidade de plugins adiciona um fator diversão ao encontrar o melhor desempenho pra sua máquina.

CONTRAS:

* Mesmo com todos os plugins possíveis o jogo pode rodar travado, com som rachado entre outros perrengues que incomodam o usuário NNF do windows.

Tela inicial do EPSXE

epsxe

O segundo é o pSX.

Seu principal atrativo é a fácil configuração. Tudo o que o usuário precisa é a BIOS (ou AS BIOS como dito ali em cima), algum CD/ISO de jogos e BANG!

ESSSSTÁAAAAAAAA VALENNNNNDO!

É só começar a diversão

pSX

Como o pSX é um pouquinho mais novo, ainda tem um ou outro bug. Mas comigo rodou de forma excelente!
Uma outra grande sacada do pSX é que seus desenvolvedores criaram uma lista de compatibilidade, disponível nesse link. Lá é possível saber se a sua ISO ou o seu CD vai funcionar no pSX.

Veredito final!

Se você tem uma Ferrai rodando window$, o EPSXE é a melhor escolha. E vai ficar tinindo. Mas se você como eu é proprietário de uma “carrocinha”, fique com o pSX.

Semana que vem falaremos sobre esses mesmos emuladores rodando em ambiente LINUX. Seus prováveis bugs e, é claro, solução para os mesmos.

Compartilhe!