CPD Diário

Nosso dia-a-dia

O legado de Steve Jobs

outubro 8, 2011 Opinião, Papo Cabeça 2 Comments

RIP Steve Jobs

No dia 5 de outubro, o mundo foi pego de surpresa com a notícia do falecimento de Steve Jobs. Embora a notícia fosse esperada pela evolução da doença e debilitação física de Jobs, a morte é algo que sempre vai pegar o ser humano de surpresa, por mais que ele esteja se preparando para ela.

Houve muito movimento na internet no momento em que a notícia se espalhou, e o movimento continuou grande nos dias que se seguiram. Pessoas importantes se manifestaram sobre o ocorrido, como o co-fundador da Apple, Steve Wozniak, o presidente norte-americano Barack Obama, o fundador da Microsoft Bill Gates, os fundadores do Google Larry Page e Sergey Brin, o criador do Facebook, Marck Zuckerberg, entre tantos outros. Mas muitos questionaram: porque tanta comoção por causa de uma pessoa?

A importância de Steve Jobs vai muito além dos produtos da Apple. Jobs criou tendências, forçou o mercado a evoluir, apresentou uma nova forma de tratar o usuário – aliás, ele redefiniu o que é o usuário de informática: não mais um engenheiro especialista em eletrônica, como na década de 70, mas sim pessoas comuns, leigos na informática. Se você usa um computador pessoal hoje sem saber programar uma linha de código e sem ter nenhum conhecimento em eletrônica, então tem uma parcela de dívida com Jobs.

Obviamente, Steve não fez nada sozinho. Desde o início, o gênio da eletrônica era seu sócio, Steve Wozniak. Mas Jobs era o gênio da motivação, da obsessão pela conquista da excelência. Sua ideologia era rejeitar o bom, só aceitar o extraordinário, o excelente, o que estava acima do padrão. Sua marca registrada foi a inovação.

Graças a seu espírito criativo, por várias vezes trouxe ao mundo produtos que fizeram o mercado avançar tecnologicamente em pelo menos 10 anos. E a cada novo lançamento, uma nova superação. E de superação Jobs entendia, e levou ela como marca registrada até o fim. Conforme noticiado, Jobs sabia do estado terminal a 8 meses, e ainda assim manteve-se na ativa o máximo possível, para que houvesse uma transição suave (se é que é possível) da empresa. Há cerca de um mês, ele deixou o comando da empresa nas mãos de Tim Cook, e um dia depois do Keynote da Apple anunciando o iPhone 4S (o qual trataremos aqui no CPD em detalhes), deixou esposa, 4 filhos, a empresa mais valiosa do mundo e milhões de admiradores no mundo, indo descansar em sua iCloud

Muito já foi dito sobre este gênio e visionário, há extensa literatura sobre sua história e contribuições, e no próximo mês começa a ser vendida sua biografia oficial. Mas é importante frisar que sua maior contribuição não foi física, mas ideológica.

Manifestações de apoio e solidariedade surgiram no mundo todo, pessoas ficaram sensibilizadas e muitos lamentaram – e ainda lamentam – essa perda.

Nós do CPD Diário demonstramos solidariedade para a família e amigos, desejamos que a força esteja com Tim Cook e que Jobs descanse em paz, certo de que fez um grande trabalho e deixou sua marca no mundo.

Compartilhe!

Sobre o Autor -

  • Thales

    Concordo que o cara foi um visionário e que devemos muito à ele, mas não gosto como muitas pessoas veneram e endeusam o Steve Jobs! Ele foi um gênio, mas o mundo está cheio de gênios!

    Que a família possa ser confortada e que ele descanse em paz!

  • bramax

    O mundo está cheio de gênios? ?

    Ok, então…

    P.S.: você está digitando isto em um computador graças ao Jobs 😉